Caso Ana Eunice: Acusados passam por acareação

Na manhã desta quinta-feira, 15, os acusados de assalto, tentativa de homicídio e homicídio, Gleisson da Silva Andreola, o Carioca, 25 anos, e Jeferson Teixeira de Andrade, 24anos, foram submetidos a uma acareação, na manhã desta quinta-feira, 15, na Delegacia do Grupo Antiassalto da Polícia Civil.
Eunice
A dupla é acusada de na madrugada de domingo, 11, roubar um revólver 38 de um vigilante do Pronto Socorro de Rio Branco.

Em seguida “Carioca, invadiu duas casas no bairro Bosque, atirando por seis vezes no comerciante Kender Conceição Alves da Silva, 32 anos, e depois, matando a assessora parlamentar Ana Eunice Fontoura, 51, com mais de 15 facadas.

Segundo a polícia o objetivo da acareação é confirmar informação de que a dupla supostamente estaria portando quatro armas durante a invasão a residência do comerciante.

Haja vista que a vítima foi atingida com seis tiros e a arma apreendida pela polícia apresentava somente três munições deflagradas.
Com Jeferson de Andrade, a polícia apreendeu um revólver calibre 22 com todas as munições intactas e com Andreola foi apreendido um segundo revólver calibre 38 com apenas três munições deflagradas e a faca usada para matar Ana Eunice.

A Polícia tenta explicação sobre o número de tiros que atingiram o comerciante, já que segundo relatório médico o comerciante foi alvejado com tiros, mas a polícia apreendeu três revolveres, um calibre 22 e dois calibres 28, sendo que apenas três munições foram deflagradas, o que levanta a suspeita de que existiu uma quarta arma.

Ainda esclarecer informações que chegaram à polícia dando conta que os assaltantes Andreola e Jefferson estariam envolvidos na dupla tentativa de homicídio ocorrida contra uma empresária do ramo de construção e a funcionária da empresa que foram alvejadas a tiros durante um suposto assalto.

As vítimas foram socorridas pelo SAMU e encontram-se internadas em estado grave no Pronto Socorro de Rio Branco. A Polícia recebeu denuncia anônima de que Jefferson e Andreola teriam ido ao Pronto Socorro com o objetivo de invadir a Unidade de Tratamento Intensivo – UTI onde as duas mulheres estão internadas para executá-las, e que houve uma mudança de planos em cima da hora.

Eunice_1

Eunice_2

Eunice_3

Eunice_4

Eunice_5

Eunice_6

Assuntos desta notícia


Join the Conversation