O que se viu

O debate é sempre necessário e saudável no regime democrático, porém, não pode descambar para o fosso da politicagem sob o risco de comprometer os interesses maiores da sociedade. É o que se tem visto nos últimos dias neste Estado com esse episódio chamado ‘jogo da solidariedade’ que acabou se transformando em ‘jogo da discórdia’ ou coisa pior.

A pergunta que se faz, depois de tanto entrevero, é no que isso contribuiu para a solução dos verdadeiros e graves problemas sofridos por mais de 100 mil pessoas atingidas pela grande cheia do Rio Acre e de outros mananciais da região? Praticamente, nada.

O que se viu foi perda de recursos públicos, de tempo e energia que poderiam ter sido empregados em ações verdadeiramente produtivas para minorar o sofrimento de tanta gente.

Além de recuperar o que foi perdido e destruído pelas águas, este Estado tem desafios maiores a enfrentar, como aumento da produção nos diversos setores da economia, a geração de empregos e renda, a melhoria dos serviços públicos essenciais. Definitivamente, não será com este nível de prática política que se vai conseguir.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation