Pular para o conteúdo
busca ativa

Secretaria de Educação de Rio Branco busca por mais de dois mil alunos ainda não matriculados neste ano letivo

Em entrevista à rádio Gazeta 93FM, a gerente do Departamento de Educação de Jovens e Adultos da Seme, Minéia Spoltore, reforçou a importância das matriculas, inclusivepara garantir benefícios sociais

Como reflexo da pandemia de covid-19, a Secretaria Municipal de Educação de Rio Branco (Seme) está realizando a busca ativa de ao menos dois mil alunos do ensino regular, e outros cerca de 200 do Ensino de Jovens e Adultos que ainda não se matricularam neste ano letivo.

Em entrevista aos jornalistas Tiago Martinello e Brenna Amâncio no Jornal Gazeta 93FM, a gerente do Departamento de Educação de Jovens e Adultos da Seme, professora Minéia Spoltore, reforçou a importância de estes estudantes ou, no caso dos alunos regulares, os pais ou responsáveis, buscarem a escola mais próxima para efetivar suas matrículas.

“Nós estamos verificando que muitos alunos tiveram essa dificuldade em continuar com ensino remoto e nesse primeiro momento que nós estamos retomando com as atividades das aulas presenciais sentindo muito a falta desses alunos que na pandemia estiveram distante da escolas”, relatou a gestora.

Spoltore reafirmou, ainda, a importância de os responsáveis por crianças que recebem benefícios sociais matricularem estes alunos, para que não percam o benefício. “Principalmente aquelas crianças que recebem Bolsa Família retornarem à escola, a familia ir até a escola fazer a matricula dessa criança pois, caso contrário, ela pode até perder o direito a esse benefício do Bolsa Família”, reforço.

Ouça a entrevista na íntegra: