Polícia Militar do Acre adquire veículos Segway

novo
Treinamento acontece para melhor mobilização da PM em parques e calçadões

Quem passou pela Concha Acústica no Parque da Maternidade na manhã dessa sexta-feira, 11, se deparou com uma cena no mínimo curiosa. Vários membros da Polícia Militar realizavam um treinamento num veículo de transporte pouco conhecido e utilizado no Brasil: o Segway. Esse é um meio de transporte de duas rodas que funciona a partir do equilíbrio do indivíduo que o utiliza.

A tecnologia existente nos Segway consiste em uma inteligente rede de sensores, mecanismos e sistemas de controle, que permite ao piloto o autoequilíbrio e a deslocação em duas rodas. Quando se desloca, um inteligente sistema estuda as mudanças no terreno e a posição do corpo do condutor, a uma velocidade de 100 vezes por segundo. Para que o Segway avance, o usuário só precisa se inclinar para frente e para que recue é necessária a inclinação para trás.

 Policiais recebem treinamento para usar os Segway. Segundo a Coronel Lúcia, 6 modelos do Segway foram adquiridos pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Segurança Pública. No momento, membros da Polícia Militar estão sendo treinados para aprenderem a se locomover, além do treinamento tático de combate a criminalidade a partir do veículo. “Ele é ideal para circulação em parques e calçadões, onde a passagem de viaturas policiais não é possível”, informa a Coronel.

O Segway é um equipamento ideal para patrulhamento em curtas e médias distâncias. Ele é bastante utilizado pela polícia dos EUA e alguns países da Europa. Além disso, algumas cidades brasileiras também já estão utilizando o veículo. Uma das principais vantagens no uso do Segway é a sua performance ambiental, já que ele utiliza baterias recarregadas com energia elétrica.

Atualmente, um representante da fábrica do produto está ensinando seu uso para a Polícia Militar. Ainda não há uma data específica para que os Segway estejam ajudando no patrulhamento de Rio Branco, mas estima-se que isso aconteça o mais breve possível. (Agência de Notícias do Acre)

Foto/Secom

Assuntos desta notícia


Join the Conversation