Casa de vendedor acusado de matar desempregado é incendiada

A casa do vendedor de salgados Cirnando Barroso da Silva, 24 anos, foi incendiada na noite de segunda-feira, 14.

Cirnando matou a golpes de faca Oberdan de Oliveira Uchôa, 24 anos, na tarde de domingo, 13, na Rua Rio Grande do Sul, Ladeira do Bola Preta.

Segundo informações de testemunhas, por volta das 20h30, homens se aproximaram da casa de Cirnando, localizada na Travessa Salgado Filho, bairro Preventório, e jogaram produto inflamável, supostamente gasolina, e atearam fogo na casa. Antes de fugir, eles deixaram recado que retornariam para tocar fogo na casa do comparsa de Cirnando, conhecido pelo apelido de “Erê”, acusado de participar da morte de Oberdan.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para apagar às chamas que em poucos minutos destruiu a casa construída de madeira.

A mulher do acusado, identificada por “Joice”, que estaria se recuperando de uma cesariana teria saído de casa horas antes temendo ser assassinada por parentes da vítima, que juraram vingança.

A polícia acredita que o incêndio tenha sido criminoso motivado por sentimento de vingança pela morte de Oberdan, mas não existem provas de que as pessoas que tocaram fogo na casa sejam parentes da vítima.

 

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation