Seqüestrado reaparece e diz que seria assassinado

Pelo menos seis pessoas foram presas acusadas de invadir a casa de Alexandre Bezerra, 25 anos, o “Pizza”, localizada na Travessa da Amizade, bairro São Francisco, e seqüestrá-lo no último domingo. Ele estava desaparecido e a polícia acreditava que já estaria morto. Mas, no início da noite de ontem, apareceu vivo e prestou depoimento no 2º Distrito Policial, ao delegado de Polícia Civil, Fábio Santos Pviane. Entre os acusados está o homossexual “Rayssa Rios”, ex-presidente da Associação dos Homossexuais.
sequestro
Segundo ele, depois de ser atingido com um tiro nas costelas, conseguiu escapar caindo no Rio Acre para escapar de outra saraivada de tiros, no bairro Taquari, para onde tinha sido levado. Ele revelou que a intenção do bando era executá-lo na casa do homossexual conhecido pelo nome figurativo de Rayssa Rios, na Rua Baguari, no bairro Taquari.

“Me retiraram do carro, me levaram para trás da casa da Rayssa e iam me executar lá quando ouviram as sirenes dos carros da polícia”, disse ele ao delegado.

Ainda segundo Alexandre, depois de ouvir a sirene um deles fez um disparo, que atingiu suas costelas. No entanto, eles se assustaram quando perceberam que a polícia chegava e Pizza aproveitou para pular no rio. “Mesmo assim, eles atiraram várias vezes no rio, mas eu consegui escapar”, acrescenta.

O crime
Segundo informações, a casa de Alexandre Pizza, foi invadida por cinco homens armados, que o arrastaram de dentro e o colocaram num veículo Celta.

A polícia foi avisada e iniciou buscas ao carro que foi localizado no bairro Taquari.

No local em que o veículo foi encontrado, a polícia prendeu Valderonildes Lopes dos Santos Júnior, 31 anos, Paulinho, Reginaldo e Diones.

A mulher de Valderonildes confirmou que o marido dela e um grupo de amigos seqüestraram Pizza porque ele teria roubado a motocicleta do marido, acertou que devolveria, mas não cumpriu o que havia prometido sumindo com a motocicleta.

Revoltado, Valderonildes juntou um grupo de amigos e, em retaliação, resolveu promover um acerto de contas.
Os envolvidos no seqüestro foram presos e levados para a Delegacia da 2ª Regional.
sequestro1

sequestro2

sequestro3

sequestro4

sequestro6

sequestro5

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation