PCdoB comemora 88 anos de lutas e conquistas com sessão solene na Aleac

A Assembléia Legislativa do Acre (Aleac) ficou lotada ontem, 25 de março, de ‘camaradas’ e ‘companheiros’ militantes para a sessão solene de comemoração dos 88 anos do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Para homenagear a data, a Aleac reuniu as principais lideranças do partido e da Frente Popular do Acre (FPA). Todo mundo quis ter a sua vez para falar sobre a importância do PCdoB na história de lutas e conquistas do Brasil, ressaltando a capacidade de renovação política do partido.
PCdob
De acordo com o presidente regional do PCdoB, deputado Edvaldo Magalhães, além dos 88 anos de existência a agremiação política também celebra os seus 25 anos de legalidade. Por isso, ele comenta que a rica participação que o partido teve nos maiores fatos recentes da história local é um dos maiores orgulhos dos seus associados. Porém, a solenidade não foi marcada apenas de história. Segundo o deputado, mais do que olhar para o passado, este é o momento certo para dar um novo passo para o futuro.

“Alcançamos uma representatividade maiúscula no Acre graças ao trabalho e dedicação dos nossos militantes, que unidos a outros grandes partidos mudaram a nossa história. Hoje, ninguém pode dizer que o PCdoB é antigo, apesar dos 88 anos, porque trata-se de um partido que se renova a cada dia”, declarou um orgulhoso Edvaldo Magalhães.

Palavras entoadas pelo deputado Moisés Diniz, autor do requerimento para a sessão solene. De acordo com ele, o PCdoB é único no Brasil devido ao seu avanço e aprendizado nos últimos anos. “Saímos da velha concepção de que a nossa verdade era única para este atual modelo democrático. Por isso, eu digo que somos um partido construído não por pessoas, e sim por idéias para melhorar a vida das pessoas”, afirmou.

Moisés Diniz também adiantou que o PCdoB deve indicar 48 candidatos para deputado estadual, 1 competidor ao Senado (provável: Edvaldo Magalhães) e formar uma chapa forte para indicar 1 concorrente a deputado federal (provável: Perpétua Almeida).

Por sua vez, a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) enfatizou a juventude e o potencial do partido em questão. “A maior vontade que tenho hoje é de gritar ‘Viva ao PCdoB’, esse partido tão especial que anima a gente, que sempre esteve presente nas principais mudanças da nossa terra e que, com certeza, estará pronto para continuar melhorando cada vez mais a vida do povo brasileiro e acreano”, assegurou ela.

Para finalizar os grandes nomes comunistas do Acre, o prefeito em exercício de Rio Branco, Eduardo Fa-rias, fez uma reflexão sobre a trajetória e concluiu com as melhores características do partido. “Ao longo de todos estes anos, seja de existência ou de legalidade, tivemos muitos percalços, mas também muitas conquistas, o que prova que algo muito bom ainda está por vir”, completou.

Líderes do PT prestigiam os ‘irmãos de luta’
Quem também não pôde deixar de rasgar elogios a importante história do PCdoB foram os petistas. Segundo o ex-governador Jorge Viana, o partido de 88 anos é, sem dúvida, um verdadeiro aliado das maio-res causas defendidas pela FPA. Por isso, ele celebrou bastante a força dos comunistas no cenário brasileiro/acreano e ressaltou que será uma grande honra para a coligação ter um membro do partido (deputado Edvaldo Magalhães) disputando a 2ª vaga para o Senado.

“A política é a essência para se governar, porém, muitos partidos brasileiros precisam passar por um processo de redemocratização. Só assim conseguiremos fazer uma política mais justa. Algo cada vez melhor para o povo. Assim, eu tenho certeza de que o PCdoB é um valioso aliado nessa transformação, pois este é um grupo que tem uma jóia rara: a militância partidária”, parabenizou o ex-governador.

Outro petista, Leonardo Brito, presidente regional do Partido dos Trabalhadores, também não poupou agradecimentos à história e dedicação dos camaradas comunistas. “Somos partidos irmãos. Por tal razão, eu afirmo que o PCdoB pode se considerar parte e co-autor da Frente Popular Acreana”, concluiu Leonardo.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation