Pular para o conteúdo

Em tarde de artilheiro, Galo derruba a Adesg na “toca do Leão”

A tarde no estádio de Senador Guiomard foi de um atacante: Leonardo, vice-artilheiro do Campeonato Estadual Acreano, autor de três gols na vitória do Atlético Acreano sobre a Adesg, por 4 a 2. O resultado também garantiu ao representante do 2º Distrito no G4 da competição, com 14 pontos.

A vitória foi ainda mais marcante pelo fato de que o Galo jogou com um jogador a menos desde os 26 minutos da etapa inicial, com a expulsão de Zidane, após receber o segundo cartão amarelo. O placar estava favorável com 1 a 0, mesmo assim sem se intimar, continuou ofensivo, garantindo o placar positivo.

“Já sabíamos que o jogo não seria fácil, mas no fim deu certo”, ressaltou o goleiro Faísca, um dos responsáveis pela vitória do Galo. Talvez motivado pelas sucessivas defesas, entre elas a cobrança de falta de Márcio, que Faísca, de ponta de dedo, evitou o gol, mas a bola ainda “beijou” a trave.

Gols – Logo aos 12 minutos Bruno Silva limpou para o meio e arrematou para abrir o marcador para o Galo. Apenas 14 minutos após Zidane é expulso, deixando o Atlético com apenas 10 em campo. Quando se imaginava que a Adesg iniciaria uma reação foi o Atlético quem voltou a marcar aos 28 minutos. Biro derrubou Leonardo na área, sendo anotado pelo árbitro Antônio Neuricláudio penalidade máxima. O próprio atacante cobrou para ampliar para 2 a 0.

No último minuto da etapa inicial, o Bruno, só que da Adesg, cruzou e em um bate-pronto, Márcio emendou de primeira descontando para a equipe da casa: 2 a 1.

Com apenas quatro minutos da etapa final, Leonardo recebeu cara-a-cara com Daboia e deu toque de habilidade, cobrindo o goleiro do Quinari, ampliando para 3 a 1. O fator de estar jogando com um a menos não parecia incomodar, tanto é que aos 20 minutos o Galo voltou a ampliar. Bruno Silva deu assistência para Leonardo que ainda escolheu o lado e bateu, deixando o placar em 4 a 1. A Adesg tentou uma rea-ção, aos 31 minutos, quando Márcio fez jogada individual e deu tocou para Lelão. O atacante cobriu Faísca, descontando para 4 a 2, porém ficou nisso.