Sesacre disponibiliza serviço de informação sobre incêndio no Hospital da Criança

Pacientes foram transferidos para outras unidades hospitalares e lá ninguém saiu ferido. Bombeiros fará perícia para identificar a causa da ocorrência
As salas onde funcionam a farmácia e o Almoxarifado do Hospital da Criança pegaram fogo na manhã desta quarta-feira, e a fumaça se alastrou para uma parte do Hospital. Os funcionários acionaram o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Emergência (Samu) e iniciaram a retirada dos pacientes que estavam internados no espaço, em razão da reforma da Maternidade Bárbara Heliodora.

seasa
 

“A situação foi controlada. Com o trabalho da perícia saberemos as causas do incêndio”, disse governador Binho Marques, que esteve no Hospital Infantil, viu de perto o que aconteceu  e desfez os boatos de que haveriam vítimas.

De acordo com a diretora da Maternidade, Lorena Valença, cerca de 60 pacientes entre mulheres e recém-nascidos foram rapidamente retirados do Hospital da Criança e transferidos para o Hospital Santa Juliana, Huerb e Unidade de Pronto Atendimento. O Samu realizou a triagem dos pacientes em relação à gravidade dos casos. “Os casos mais estáveis foram transferidos depois. É importante frisar que a retirada nos pacientes foi preventiva e quem ninguém foi ferido”.

Um telefone foi colocado à disposição da população e dos familiares para que possam acompanhar e obter informações sobre os pacientes transferidos. O contato com a Secretaria Estadual de Saúde pode ser feito pelo telefone 3224-5400. Foi montada uma sala de situação no prédio do Centro de Oncologia, Cecon, para que representantes do Governo do Estado repassem as informações tanto a imprensa como a população em geral.

Durante a coletiva o secretário de Saúde, Osvaldo Leal, destacou que a área onde ocorreu o princípio de incêndio é um ambiente restrito a funcionários e distante do local reservado aos pacientes internados. Os atendimentos de maternidade continuam sendo oferecidos no Hospital Santa Juliana no período em que o Hospital da Criança estiver interditado.

“O incêndio aconteceu na farmácia, distante da área de internação. A evacuação foi rápida, e faz parte do conjunto de medidas preventivas que devem ser tomadas em situações como a que ocorreu”, destacou o secretário. “Quero mais uma vez tranquilizar as pessoas. Apesar dos transtornos aos pacientes, ninguém saiu ferido e todos os equipamentos também foram retirados”, completou Osvaldo.

Ação do Corpo de Bombeiros
De acordo com o coronel Pires, do Corpo de Bombeiros, o incêndio já foi controlado, e o próximo passo será o rescaldo do prédio para que um perito acompanhado da equipe do Corpo de Bombeiro entrem no local e façam a perícia para identificar o que casou a ocorrência. Todo o efetivo e as viaturas de combate à incêndio foram deslocados para a área. (Agência de Notícias do Acre)

seasa1

seasa2

Secretário de Saúde em coletiva falou sobre ocorrido

Assuntos desta notícia

Join the Conversation