Pular para o conteúdo
Saldo negativo

Produto Interno Bruto: Acre foi o Estado que menos avançou em 2019

Dados do PIB foram divulgados nesta sexta-feira, 12, pelo Instituto de Geografia e Estatística (IBGE).

Em termos proporcionais, o Acre foi o Estado que teve a menor taxa de crescimento com (0,2%). (Foto: Dell Pinheiro)

Em termos proporcionais, o Acre foi o Estado que teve a menor taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019 com (0,2%) . Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 12, pelo Instituto de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o levantamento, no período, o país avançou 1,2%, com crescimento em 22 das 27 unidades da federação. Tocantins teve o maior crescimento (5,2%), seguido por Mato Grosso (4,1%), Roraima (3,8%), Santa Catarina (3,8%) e Sergipe (3,6%). Dos Estados, 13 tiveram taxas de crescimento acima da média do país.

Em 2019,  a região Norte foi a que menos cresceu (0,5%). Porém, Amapá e Roraima tiveram as maiores taxas de crescimento do PIB.

O Produto Interno Bruto refere-se a todos os produtos e serviços produzidos em um país. Ou seja, a soma de todos os bens e serviços finais cujo valor é calculado na moeda local. No Brasil, o cálculo do PIB é feito trimestralmente e leva em consideração a produção dos setores industrial, agropecuário e de comércio e serviços.

Leia também: Mais da metade do empresariado da Capital pretende abrir vagas temporárias, aponta pesquisa Fecomércio/AC