Pular para o conteúdo
cabo de guerra

Gladson torna sem efeito exoneração de procurador-geral e reconduz Setti ao cargo

A exoneração e posterior reintegração de João Paulo Setti é mais um capítulo da briga política entre o vice-governador Major Rocha e o governador Gladson Cameli.

Setti é apontado como um dos homens de confiança do governador (Foto: Reprodução/Instagram)

Tão logo chegou a Rio Branco, após sua participação na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 26), na Escócia, o governador Gladson Cameli desfez a decisão tomada pelo vice, Wherles Rocha, de exonerar o procurador-geral do Estado, João Paulo Setti, por suposto envolvimento na chamada “máfia dos precatórios”. A revogação do decreto foi publicada na edição desta quarta-feira, 10, do Diário Oficial do Estado (DOE).

Ainda na terça-feira, 9, Cameli reuniu autoridades para anunciar a reintegração de Setti no cargo de procurador-geral do Estado. Ele foi exonerado na quarta-feira, 3, pelo vice-governador que assumiu o governo pela ausência do titular do cargo.

A exoneração e posterior reintegração de João Paulo Setti é mais um capítulo da briga política entre o vice-governador Major Rocha e o governador Gladson Cameli.

Após a decisão do governador de reconduzir Setti à chefia da PGE, Associação dos Procuradores do Estado (Apeac) divulgando uma nota, afirmando que recebe a medida “com satisfação”, uma vez que restabelece a “sensação de respeito aos integrantes da advocacia pública do estado”.

“Informamos aos nossos associados(as) que recebemos com satisfação e, ao mesmo tempo, muita naturalidade, o anúncio oficial realizado pelo Governador do Estado na tarde desta terça-feira (09/11), no sentido de reconduzir ao cargo o Procurador Geral do Estado, medida que, apesar de não reparar os danos sofridos pela Procuradoria Geral do Estado e seus membros, restabelece a sensação de respeito e preservação da imagem institucional e da honra dos integrantes da Advocacia Pública Acreana, em especial a do Procurador do Estado João Paulo Setti Aguiar”, disse a nota.